Glória de Dourados, 24 de Junho de 2021
Quarta, 09 de Junho de 2021 - 07h44
Crânio transportado por boliviano de MS à SP foi única parte do corpo a não ser cremado
Em depoimento, homem disse que seguia tradição de sua cultura

MIDIAMAX

 

Passageiros de dentro do ônibus filmaram momento em que ossada foi descoberta.
Passageiros de dentro do ônibus filmaram momento em que ossada foi descoberta. - (Foto: Reprodução/ Metrópoles)

O crânio transportado por um boliviano em ônibus de viagem, que saiu de Campo Grande-MS com destino à Itu-SP, foi a única parte do corpo do homem a não ser queimado. Em depoimento na delegacia após ser preso, o passageiro alegou que “precisou transportar apenas a cabeça por uma tradição de sua cultura”.

Segundo o Metrópoles, o boliviano explicou no 4º Distrito Policial de Itu, que o irmão mais velho morreu na Argentina. A apreensão do crânio – que estava na bagagem de mão – ocorreu durante uma fiscalização da Polícia Rodoviária em Itu, na segunda-feira (7), por volta do meio-dia.

O passageiro relatou à polícia que mora em São Paulo, e a ossada passará por perícia. Ele foi autuado por transporte ou recolhimento de partes do corpo humano sem procedência.

A Festividad de las Ñatitas, celebrada na Bolívia no dia 8 de novembro, pode explicar o ritual feito pelo homem. Na data, famílias homenageiam os parentes mortos e expõem os crânios deles com flores, doces, enfeites e música. O Dia de los Muertos, comemorados no México, é uma das variações que ocorrem em toda a América Latina. Por lá, reproduções dos crânios são enfeitados com maquiagem e artigos decorativos.

 
© 2012 - 2017 - GloriaInforma - Todos os Direitos Reservados