Glória de Dourados, 26 de Setembro de 2021
Quinta, 29 de Julho de 2021 - 12h37
Menina de 9 anos era estuprada por padrasto enquanto dormia em cidade de MS
Homem aproveitava que esposa saía para trabalhar e estuprava a enteada

MIDIA MAX

 

None
(Ilustrativa)

Foi condenado a pagar uma indenização de R$ 10 mil, um homem de 34 anos que estuprou a enteada de 9 anos. Ele aproveitava a ausência da mãe da criança para cometer o crime enquanto a menina dormia. 

O homem, que foi condenado a 16 anos de prisão, teve a pena reduzida depois da defesa entrar com recurso alegando que “a narrativa acusatória não demonstra minimamente qualquer contato com a infante [...]. Nada, absolutamente nada faz crer o início da execução do suposto crime; não há provas suficientes de materialidade ou autoria delitiva”. Com isso, a defesa conseguiu que a pena fosse reduzida para 7 anos, 8 meses e 4 dias de reclusão em regime fechado.

O crime aconteceu em julho de 2020, na residência onde morava a criança junto da mãe e do padrasto. De acordo com o procedimento policial, apurou-se que os abusos sexuais eram praticados no quarto da vítima, no período matutino, quando a mãe da criança saia para trabalhar. Ele acabou preso e condenado pelo crime.

 
© 2012 - 2017 - GloriaInforma - Todos os Direitos Reservados