Glória de Dourados, 15 de Dezembro de 2017
Quinta, 28 de Setembro de 2017 - 07h39
Cruzeiro vence Flamengo nos pênaltis e se sagra pentacampeão da Copa do Brasil

Correio do Estado

O Cruzeiro é pentacampeão da Copa do Brasil. Depois do empate por 1 a 1 na primeira final contra o Flamengo, o time celeste recebeu os cariocas no Mineirão e conseguiu fazer o dever de casa nesta quarta-feira (27).

Mas a tarefa não foi fácil, já que a equipe de Mano Menezes empatou por 0 a 0 no tempo normal e só confirmou a taça na disputa de pênaltis, vencida por 5 a 3.

No estádio lotado de cruzeirenses, o Flamengo não se intimidou e iniciou duelo com bom rendimento. A equipe de Rueda tocava bem a bola e não mostrou afobação com o peso da decisão.

O primeiro gol só não saiu por detalhe logo nos primeiros minutos. Em cobrança de falta, Guerrero bateu muito bem e a bola beliscou o travessão de Fábio, aos seis minutos.

Aos poucos o Cruzeiro conseguiu se ajustar em campo e oferecer perigo ao adversário. Os mineiros não confiavam muito em Muralha e passaram a arriscar chutes de fora da área. Thiago Neves teve a melhor chance aos 14 minutos, quando recebeu na grande área e chutou por cima do gol rubro-negro.

Na volta do intervalo, os donos da casa se mostraram dispostos a abrir o placar. O Cruzeiro passou a tocar a bola perigosamente, em algumas vezes até dentro da área do Flamengo. O problema é que os mineiros não conseguiram criar grandes oportunidades e viram os cariocas equilibrarem novamente o duelo.

A insegurança em Muralha se justificou. O goleiro teve atuação irregular, apesar de boas defesas ao longo do jogo.

Aos 33 minutos do segundo tempo, a pior falha. Ele errou o tempo de bola e deixou o gol livre para Arrascaeta. O uruguaio, no entanto, não teve a frieza do matador e acertou a rede pelo lado de fora. A chance mais fácil do duelo.

Sem gols de nenhum dos dois lados, a decisão foi para a marca da cal. O Cruzeiro iniciou batendo os pênaltis, Henrique, Léo, Hudson, Diogo Barbosa e Thiago Neves fizeram o gol que garantiram a classificação.

Já o Flamengo fechou a série. Guerrero, Juan e Trauco acertaram, mas Diego parou em defesa de Fábio.

A cobrança derradeira, de Thiago Neves, levantou a dúvida de que o jogador tivesse dado dois toques na bola, o que é irregular. Contudo, imagens da televisão mostraram que o meia cruzeirense tocou apenas uma vez na pelota após escorregar na cobrança.

COBRANÇAS DE PÊNALTIS

Henrique abriu as cobranças e converteu. Cruzeiro 1 a 0. Guerrero bateu em seguida e empatou. 1 a 1.

Léo foi para a segunda cobrança e recolocou a Raposa na frente. 2 a 1. Juan bateu e converteu também. 2 a 2.

Hudson cobrou a penalidade dele e fez Cruzeiro 3 a 2. Diego bateu e Fábio defendeu. Cruzeiro 3 a 2.

Na sequência, Diogo Barbosa cobrou o dele e fez 4 a 2, deixando a Raposa bem próxima do pentacampeonato. Trauco cobrou e diminuiu para o Flamengo. Cruzeiro 4 a 3.

Por fim, o meia Thiago Neves pegou a bola, ajeitou com carinho e converteu, sem chance alguma para Alex Muralha. Cruzeiro 5 a 3, pentacampeão da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO
Fábio; Ezequiel, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson, Robinho (Rafinha) e Thiago Neves; Alisson (Élber) e Raniel (Arrascaeta). T.: Mano Menezes

 
© 2012 - 2017 - GloriaInforma - Todos os Direitos Reservados